As mentiras do Apocalipse Protestante! 

Assim nasceu o primogênito de oito dias.

Assim nasceu o primogênito de oito dias.

Esse é o termo mais usado pelos filhos da serpente para abocanhar o calcanhar de Maria, segundo os protestantes, o dogma da Virgindade Perpétua de Maria é totalmente herético, pois nas Escrituras Sagradas diz que Jesus Cristo era o primogênito de Maria e José; interpretando que primogênito significa primeiro filho, os filhos da serpente julgam que necessariamente Maria deveria ter tido outros filhos para assim Jesus Cristo ser o seu primogênito.

Mas será que essa interpretação está correta?

Primeiramente eu vou analisar os textos onde diz que Jesus Cristo era o primogênito.

“7. E deu à luz seu filho primogênito, e, envolvendo-o em faixas, reclinou-o num presépio; porque não havia lugar para eles na hospedaria.” (Lucas capítulo 2)

“22. Concluídos os dias da sua purificação segundo a Lei de Moisés, levaram-no a Jerusalém para o apresentar ao Senhor, 23. conforme o que está escrito na lei do Senhor: Todo primogênito do sexo masculino será consagrado ao Senhor (Ex 13,2); 24. e para oferecerem o sacrifício prescrito pela lei do Senhor, um par de rolas ou dois pombinhos.” (Lucas capítulo 2)

Bem, lendo os textos do Evangelho de São Lucas, percebemos que Jesus Cristo era o primogênito de Maria e José, supostamente isso implicaria no fato de que Maria e José tiveram mais filhos depois do nascimento de Jesus Cristo, porém se levarmos este tipo de interpretação ao pé da letra Jesus Cristo não seria o único Messias Filhos de Deus, pois o livro de Hebreus também diz que ele era primogênito do Pai.

“6. E novamente, ao introduzir o seu Primogênito na terra, diz: Todos os anjos de Deus o adorem (Sl 96,7).” (Hebreus capítulo 1)

Segundo o autor de Hebreus, Jesus Cristo foi o primogênito do Pai no qual é adorado por todos os Anjos, agora eu pergunto aos protestantes: Por acaso temos mais de um Messias adorado por todos os Anjos? A resposta é simples, lógico que não, pois Jesus Cristo é o único Salvador e mediador entre Deus e os homens, sendo assim, o termo primogênito usado pelo autor de Hebreus não tem o mesmo significado usado pelos protestantes, segundo os filhos da serpente, para ser filho único São Lucas deveria ter usado o termo (unigênito) e não (Primogênito), mas e o autor de Hebreus? Ele também não deveria ter usado o termo unigênito? Creio que o protestantismo ficou em uma sinuca de bico.

Meus irmãos Católicos, isso é fruto da arte maligna no qual satanás se utiliza do protestantismo para perseguir a única Igreja de Jesus Cristo, o termo primogênito não é usado para identificar se o indivíduo tem ou não irmãos, esse termo é usado para identificar que o indivíduo (abre o útero) de sua mãe, ou seja, Jesus Cristo assim como qualquer outra pessoa não precisa ter mais irmão para ser o primogênito, ele só precisa nascer como filho de um casal que nunca teve filhos, ao nascer, ele já é o primogênito, pois abriu o útero de sua mãe.

Todo o unigênito também é primogênito, porém nem todo o primogênito é unigênito, existem primogênitos também unigênitos por não terem outros irmãos e existem primogênitos que não são unigênitos por terem mais irmãos, a importância disso tudo, está no fato de que Jesus Cristo não tendo mais irmão não retira dele o titulo de primogênito, eu vou provar isso pelas Escrituras Sagradas.

São Lucas diz:

“22. Concluídos os dias da sua purificação segundo a Lei de Moisés, levaram-no a Jerusalém para o apresentar ao Senhor, 23. conforme o que está escrito na lei do Senhor: Todo primogênito do sexo masculino será consagrado ao Senhor (Ex 13,2); 24. e para oferecerem o sacrifício prescrito pela lei do Senhor, um par de rolas ou dois pombinhos.” (Lucas capítulo 2)

Depois da purificação de Maria, Jesus Cristo foi levado ao Templo para ser consagrado como (primogênito) do Senhor, será que os estudiosos protestantes sabem qual a quantidade de dias para purificação? Creio que não, porém segundo a Lei Mosaica, a mulher deveria ficar sete dias se purificando e no oitavo dia era deveria levar o filho ao Templo, circuncidá-lo e no caso desse filho ter aberto o útero, ele deveria ser consagrado como primogênito do Senhor.

“1. O Senhor disse a Moisés: “Dize aos israelitas o seguinte: 2. quando uma mulher der à luz um menino será impura durante sete dias, como nos dias de sua menstruação. 3. No oitavo dia far-se-á a circuncisão do menino.” (Levítico capítulo 12)

“1. O Senhor disse a Moisés: 2. “Consagrar-me-ás todo primogênito entre os israelitas, tanto homem como animal: ele será meu.” 3. Moisés disse ao povo: “Conservareis a memória deste dia, em que saístes do Egito, da casa da servidão, porque foi pelo poder de sua mão que o Senhor vos fez sair deste lugar; não comereis pão fermentado.” (Êxodo capítulo 13)  

Segundo as Escrituras Sagradas, Jesus Cristo foi consagrado como primogênito depois de oito dias do seu nascimento, agora fica a pergunta: Será que Maria e José conseguiram ter outros filhos em tão pouco tempo? Segundo os protestantes, Jesus Cristo só poderia ser consagrado como primogênito se Maria e José tivessem mais filhos depois de seu nascimento, porém as Escrituras Sagradas diz que essa consagração como primogênito ocorreu oito dias depois de Jesus Cristo nascer, assim fica meio estranha a teologia protestantes, pois na teologia protestantes Maria e José conseguiram ter outros filhos em apenas oito dias, observem a sinuca de bico que a teologia maligna protestante coloca o próprio protestantismo.

O primogênito de oito dias!

Segundo a teologia protestante Maria e José conseguiram um ato extraordinário, conseguiram dar irmãos a Jesus Cristo com apenas oito dias depois de seu nascimento, como isso aconteceu eu não sei, mas a teologia protestante poderia um dia nos explicar, já que humanamente isso seria impossível.

Agora deixando as maluquices protestantes de lado, conseguimos entender que para ser primogênito ninguém precisa ter irmãos, qualquer unigênito (como no caso de Jesus Cristo) também é primogênito, ninguém perderá seu titulo de primogênito por ser filho único, só nas esquizofrenias protestantes que isso acontece, na verdade eles já produziram o seu próprio dicionário que não tem nada a ver com o dicionário teológico, aliás, não tem nada a ver com qualquer dicionário.

Primogênito significa:

Primo = Primeiro.

Gênito = Gerado.

Ou seja, (primeiro a ser gerado), agora eu pergunto: o fato de um indivíduo não ter irmãos ele deixa de ser o primeiro gerado? Segundo a teologia protestante sim, mas no planeta terra não, que falta faz o magistério da Igreja para os filhos da serpente.

No século IV São Jerônimo refutava os hereges expondo o real significado do termo (primogênito).

“Nossa posição é esta: todo filho único é primogênito mas nem todo primogênito é filho único. Por primogênito entendemos não apenas aquele que pode ser sucedido por outros, mas aquele que não teve predecessor. Assim diz o Senhor a Abraão: (Todo aquele que abrir o útero, de toda a carne, será oferecido ao Senhor; tanto de homens como de animais, será teu. Contudo, os primogênitos dos homens deverão ser resgatados; também os primogênitos dos animais impuros resgatarás). A palavra de Deus define (primogênito) como todo aquele que abriu o útero. Ora, se o título pertence apenas àqueles que têm irmãos mais jovens, então os sacerdotes não poderiam reivindicar o primogênito até que outros sucessores nascessem, pois, caso contrário, isto é, se não houvesse outros partos, seria necessário provar o estado de primogênito e não simplesmente o de filho único.” (Virgindade perpétua de Maria, tratado e São Jerônimo contra Helvídio capítulo XII)

Autor: Cris Macabeus.

Referencias bibliográficas:

Bíblia versão dos Monges de Maredsous (Bélgica) editora Ave Maria.

Tratado de São Jerônimo contra Helvídio sobre a virgindade perpétua de Maria, 383 D.C.

Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Google-Translate-Portuguese to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
ONLINE
1


Cai a farsa.

Pro Ecclesia.

Servos de Maria.

Apologistas Católicos.

Índice de Mentiras.

Quem sou eu.